Teatro do 8º Ano retratou preconceito e violência.

Postado em 20 de junho de 2008 •




 Desde os gregos, o teatro é utilizado para fins didáticos. A escola, não temos dúvidas, não pode deixar de lado essa ferramenta de tão grande utilidade. Sensíveis a esse fato, desenvolvemos o nosso projeto teatral: que consiste na criação, preparação, direção e encenação, por parte dos alunos, de peças teatrais. Os trabalhos foram bem realizados, tanto na redação das peças com em suas apresentações, o que nos deixa satisfeitos e felizes. Os alunos conseguiram assim provar, para nós e para si mesmos, a capacidade que possuem de superar seus limites criativos, de convivência, liderança e comprometimento. E se sentiram, talvez, como aquele arquiteto que vê o edifício terminado e se diz "nossa, eu fiz isso!"

Os alunos dos 8º anos apresentaram, de forma bastante autêntica, sob a orientação do Professor Heráclito, um lindo teatro. Desde a elaboração do cenário às suas indumentárias, os alunos capricharam em todo visual. O que se viu foi um descortinar de grandes talentos, a exemplo da diarista "Marineuza", que encantou todos com seu jeito despojado.

Os teatros abrangeram todas as temáticas que permeiam o universo de preocupações dos adolescentes atuais: drogas, bulemia, anorexia, violência. Mais uma vez, por iniciativa do Professor Heráclito, o Colégio alerta a juventude das causas de entrar nessa, como eles mesmos dizem, "roubada". Para Heráclito, parabéns pelo empenho e disposição.

As peças retrataram diversas temáticas: a violência das gangues e nas escolas, a violência gerada pelo preconceito, os acidentes de trânsito, assaltos a banco, a vida em favelas, o amor platônico, as neuroses adolescentes, as agitações do dia-a-dia e muitos outros temas que fazem parte da vida e preocupações do jovem atual.

Galeria de Fotos

Rematrícula / Segunda Via do Boleto