6 atividades na Educação Infantil que desenvolvem a autonomia

Postado em 21 de junho de 2021 • Ensino Infantil




Muitos pais procuram proteger seus filhos ao máximo, tomando decisões por eles, pois  ainda não têm o desenvolvimento e mentalidade para isso. Entretanto, é importante que, desde cedo, tenham autonomia e o colégio pode ajudar por meio de um eficiente referencial curricular nacional para a Educação Infantil.

Neste texto, você conhecerá algumas  atividades na Educação Infantil para que as crianças consigam desenvolver a sua autonomia e se tornarem jovens e adultos independentes por meio da proposta pedagógica da sua instituição de ensino.

1. Incentivar a cooperação entre os alunos

 

A primeira  etapa da Educação Básica que desenvolve a autonomia são os trabalhos em grupo. Dessa maneira, as crianças aprendem a se organizarem entre si e tomarem a iniciativa de fazer o trabalho proposto.

Além disso, as crianças aprenderão a praticar o respeito mútuo, bem como ouvir as opiniões dos colegas e ponderar se elas realmente fazem sentido para o que está sendo discutido ou se é válido ter um outro ponto de vista. Isso evidencia a importância da Educação Infantil no desenvolvimento social e pessoal da criança.

Outro benefício da cooperação entre alunos é que eles saberão delimitar e respeitar as atividades de cada um dentro do trabalho, e assim, poderão igualmente se ajudar, e juntos apresentarem um bom resultado.

Conflitos podem aparecer, mas é importante que o educador esteja sempre presente, orientando as crianças e as fazendo entender esses aspectos, para que, aos poucos, elas comecem a colocar em prática esses ensinamentos sociais.

2. Construir regras e combinados de convivência

Em todos os ambientes existem regras, e quanto mais cedo as crianças conseguirem desenvolver isso, mais rápido elas conseguirão aceitar e seguir essas normas. É possível utilizar as próprias regras do ambiente escolar para isso.

Além disso, é interessante que as próprias crianças participem das elaborações de regras e combinados dentro da classe, já que elas têm a tendência a aceitar melhor os combinados que elas mesmo criaram.

Dessa forma, elas entenderão na prática a importância das regras, como e quando fazê-las, além da necessidade de respeitá-las para que as brincadeiras, as aulas, o próprio colégio e até mesmo suas casas consigam funcionar da melhor maneira para todos.

Também é importante que os alunos entendam as consequências do não cumprimento dessas regras e o que isso pode acarretar para a organização do ambiente ou atividade em que aquela regra foi delimitada.

3. Incentivar o auxílio ao próximo

Outro fator que deve ser ensinado desde cedo às crianças é o auxílio ao próximo. É importante que elas saibam a importância de ajudar as outras pessoas, sejam amigos ou parentes.

Dessa forma, a criança se sentirá útil, além de se sentir bem com o agradecimento e de fazer o bem ao próximo. Essa ação pode ser incentivada em brincadeiras, de maneira com que ela possa levar para a vida naturalmente.

É essencial que essa atitude também seja encorajada no dia a dia, como um aluno que esteja precisando de ajuda para pegar um lápis do chão ou precisa de auxílio em alguma atividade.

Dessa forma, a criança tornará essa ação como um hábito, e começará a ser prestativa, além de influenciar as pessoas ao seu redor a sempre ajudar o próximo, mas claro, sem esperar que precisem receber alguma recompensa por isso.

4. Encorajar a iniciativa

Uma das características mais procuradas nos profissionais no mercado de trabalho hoje é a proatividade. É esperado que as pessoas tenham a iniciativa de realizar suas atividades e de propor mudanças ou questionamentos quando acharem pertinentes.

Portanto, é importante que a criança aprenda, desde já, a ter proatividade, executando por si mesma diferentes ações, que devem ser encorajadas pelos educadores. Faça com que elas questionem quando estiverem com dúvidas ou não entenderem um assunto, por exemplo.

Além disso, incentive com que os alunos deem sugestões de como a aula deve ser conduzida, ou de organizarem eles mesmos as suas mochilas e mesa de estudos. Dessa forma, aos poucos, eles conseguirão ter autonomia para realizar essas atividades por si mesmos.

Em casa, os alunos também poderão colocar em prática a proatividade, como eles mesmos arrumarem a sua cama, se vestirem, organizarem seus brinquedos ou até mesmo pedirem ajuda dos pais quando quiserem algo ou não entenderem algum dever de casa.

5. Permitir a realização de pequenas escolhas

A criança pode ser ensinada desde cedo a fazer as suas próprias escolhas, mesmo que sejam de uma importância pequena, como escolher a cadeira em que quer se sentar na aula ou os lápis para pintar um desenho.

É importante mostrar para a criança que ela tem liberdade para tomar decisões, porém, quando a criança for fazer uma escolha, busque limitar as opções. Dessa forma, ela não ficará perdida para se decidir.

Outra dica para fazer com que a criança saiba fazer escolhas é fazer com que ela se conheça. Dessa maneira, ela conseguirá entender do que gosta e não gosta, conseguindo escolher mais rapidamente com base nisso.

Também é interessante fazer algumas perguntas que estimulem a reflexão da criança antes dela tomar uma decisão, para que ela tenha uma justificativa para tal escolha, e não apenas tomar uma decisão aleatoriamente ou por influência de outras pessoas

6. Garantir um espaço para a expressão

É importante deixar que as crianças se expressem. Dessa forma, elas conseguem externar suas emoções, o que é fundamental para que elas possam se comunicar com outras pessoas, ao mesmo tempo que conseguem se entender e tomar decisões com base no autoconhecimento.

Uma forma utilizada pelos colégios para promover a expressão e o autoconhecimento é através de atividades lúdicas, que mostram a  importância das atividades sensoriais na Educação Infantil. Por meio dessas brincadeiras e jogos, a criança consegue desenvolver o seu raciocínio lógico, bem como melhorar o seu desempenho cognitivo e mental.

Essas atividades lúdicas também podem ser feitas em casa, permitido que os pais participem do desenvolvimento da criança, ao mesmo tempo que conhecem mais sobre ela e consigam lidar melhor com a sua personalidade.

E então, conseguiu entender quais são as 6 atividades na Educação Infantil no Brasil que desenvolvem a autonomia das crianças? Dessa forma, elas se tornarão adultos mais independentes e responsáveis.

Quer saber como são aplicadas essas atividades na prática em um colégio particular em Aracaju? Então agende uma visita e conheça um pouco mais sobre o Colégio do Salvador!

Quero agendar uma visita!

Compre aqui seu Material
Rematrícula / Segunda Via do Boleto

Receba novidades no seu e-mail: